PUBLICIDADE

6ª semana do bebê: cuidados na hora da amamentação

Caso tenha outro filho, saiba como estimular a boa convivência entre irmãos

O processo de desenvolvimento do seu bebê continua acontecendo de forma gradual. Pode ser que de uma semana para a outra você não consiga perceber como ele acontece exatamente, mas ao final de cada mês de vida poderá perceber o quanto seu processo progrediu ao longo desses dias.

Brincar e conversar com o seu bebê continua sendo muito importante, principalmente para o desenvolvimento neuropsicomotor. Você pode variar entre conversar, ler livros, contar histórias e até mesmo cantar.

Os brinquedos com cores chamativas, luzes e os móbiles são muito bem vindos nessa idade, pois ajudam principalmente na coordenação motora e concentração do bebê. Durante o banho, estimule-o a interagir com a água.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Normalmente os pequenos tendem a ficar relaxados e se sentir confortáveis na hora do banho. No entanto, alguns deles podem ficar irritados, pois se sentem desprotegidos e com medo.

Se esse for o caso do seu filho, os pediatras recomendam que você o enrole em uma fralda ou em um tecido leve, para que ele se sinta embrulhado antes do banho. Essa sensação dará maior segurança para ele e aos poucos ele irá se acostumar com a hora do banho.

Se você puder e quiser investir em um ofurô específico para bebês, pode ajudar a tranquilizar seu filho.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O convívio entre irmãos

A chegada de um novo bebê pode ser um momento estressante para o irmão mais velho. Portanto, a paciência e o diálogo são muito importantes nessa fase. De acordo com os especialistas, os pais devem evitar comparações entre os irmãos.

Caso você tenha um filho mais velho que esteja passando por essa fase, mesmo com a nova rotina do bebê, dedique um tempo exclusivo para ficar apenas com o maior, para que ele se sinta incluído na nova rotina da família.

Além disso, elogie-o sempre que tiver uma boa postura e o incentive a conviver com o irmão mais novo. Quando estiver com o bebê, peça a ajuda do seu filho mais velho, para que dessa forma você possa incentivá-lo a conviver com o irmão pequeno e se sinta importante na criação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Cuidados com a amamentação

Além dos cuidados com as visitas e com os bichos de estimação, a amamentação também requer alguns cuidados para evitar infecções no bebê ou no seio da mãe, como a mastite. Por isso, as medidas de higienização são recomendadas pelos pediatras.

Limpe sempre os seios antes e depois das mamadas. Limpar a boca do neném após mamar é fundamental. Além disso, evite o uso de absorventes por muito tempo, faça a troca conforme as orientações na embalagem e o mantenha guardado em lugar seco.

Em alguns casos o bebê pode se recusar a mamar e alguns fatores podem ser a justificativa disso. Por ser recomendado a amamentação em livre demanda, geralmente a recusa do bebê se dá pelo fato dele ainda estar satisfeito.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, a mãe deve estar atenta ao uso de roupas, cobertores ou até mesmo movimentos bruscos na hora da mamada, que podem fazer com que o bebê acabe soltando a mama.

Os especialistas recomendam que você procure a causa para a recusa do bebê para, então, encontrar uma solução para o problema. Não force o bebê a mamar ou o force a abrir a boca, pois isso pode tornar o momento muito desagradável para o bebê. Se o seu filho estiver chorando e recusando o aleitamento, o ideal é que ele seja avaliado pelo próprio pediatra.

Fontes consultadas

Mariana Caramelo Jordão - pediatra

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Flauber Filho - coordenador médico pediatria no Hospital Hsanp