PUBLICIDADE

Não ignore: 5 sintomas que indicam que você pode ter hemorroidas

A hemorroida pode começar com um sangramento discreto e evoluir para um quadro doloroso de trombose hemorroidária; saiba como interromper sua evolução

Homem de costas indo ao banheiro com o papel higiênico na mão - Foto: Getty Images
Homem de costas indo ao banheiro com o papel higiênico na mão - Foto: Getty Images

Apesar de tabus e preconceitos que envolvem o diagnóstico, hemorroidas são mais comuns do que costumamos imaginar. Entre especialistas, o consenso existe: grande parte da população tem um pouco de hemorroida, o que muda é a sua evolução para a doença hemorroidária, ou seja, quando ela passa a impactar negativamente a vida do paciente, devido a uma série de fatores.

A vascularização do ânus é de responsabilidade das veias hemorroidárias - e é daí que vem a ideia de que todos nós temos um pouco de hemorroida. Por conta da pressão excessiva na região, elas podem acabar sofrendo uma dilatação anômala (inchaço), dando início a um quadro de hemorroida que pode evoluir até o grau 4, quando há a sua exteriorização total, sem possibilidade de retorno manual.

No geral, elas têm relação direta com o esforço na hora de ir ao banheiro, podendo atingir jovens e adultos de uma forma geral. As gestantes, porém, costumam sofrer mais com o problema, devido à pressão intensa na região anal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A boa notícia é que dá para cuidar das hemorroidas a ponto de esquecer que elas existem, criando hábitos básicos de prevenção, como muita ingestão de águas e fibras. Por isso, quanto mais cedo se identificar os sintomas, melhor será o acompanhamento da doença hemorroidária. Dessa forma, a dilatação das veias é interrompida, bem como suas possíveis complicações.

Veja abaixo uma lista com os sintomas mais comuns da hemorroida que você não pode ignorar:

Prurido anal

A coceira na região anal é um sintoma que costuma aparecer logo no começo das hemorroidas, por isso vale ficar de olho. O proctologista Alexandre Fonoff, coordenador do Centro de Proctologia do Hospital Samaritano, explica que a sensibilidade da pele nessa região acaba favorecendo o prurido.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Quando as veias começam a dilatar, a pele ao redor acompanha, e ela é extremamente sensível. Então, o corpo reage com a coceira, principalmente quando as hemorroidas são externas. As internas têm mais relação com as mucosas, porque estão dentro do ânus, e não entram tanto em contato com a pele".

Vale lembrar que coceira também pode ser causada por maus hábitos de higiene, ou seja, não depende apenas das hemorroidas. A recomendação do especialista é priorizar a limpeza do local com água e uma toalha macia, sem o atrito do papel higiênico.

Inchaço e desconforto

Quando as veias da hemorroida começam a crescer, o paciente sente que algo não vai bem, antes mesmo de outros sintomas começarem a surgir. De acordo com Alexandre Fonoff, isso ocorre por causa da sensação de desconforto causada pelo inchaço ao redor do ânus, que está relacionado à dilatação das veias hemorroidais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quando aumenta a pressão, aumenta também a circulação, o que dilata as veias do local. O paciente sente como se algo estivesse sendo empurrado de dentro para fora na região anal.

Pequenos caroços na região anal

Além do inchaço, as hemorroidas externas podem apresentar pequenos caroços, do tamanho de grãos de feijão, sob a pele. É sinal de que o sangue nas veias da hemorroida está passando por um processo de coagulação, dando origem a pequenos trombos (coágulos). Essa é a complicação mais comum da doença, chamada de trombose hemorroidária.

Dor intensa

Muitas pessoas sentem dor só de imaginar uma hemorroida. Mas segundo o coloproctologista Victor Edmond Seid, da rede de hospitais São Camilo, esse não é um sintoma tão frequente assim. No geral, hemorroidas são indolores, principalmente nos primeiros graus de desenvolvimento. A dor indica um agravamento do quadro e início do processo inflamatório.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"A dor tem relação com as hemorroidas externas e com a trombose hemorroidária. O coágulo estimula uma inflamação no exterior da região anal, onde estão projetadas as veias, por isso começa a doer", afirma o especialista. Só o inchaço, por exemplo, não costuma ser acompanhado de dor.

A sensação dolorida também pode vir de outras consequências da constipação e de evacuações traumáticas, comuns a quem tem hemorroidas, como as fissuras anais. Trata-se de um pequeno corte na região anal, que pode se tornar crônico e extremamente doloroso.

Sangramento

No papel higiênico, a menor quantidade de sangue já é capaz de assustar. O sangramento costuma ocorrer com frequência em hemorroidas internas, que têm relação com as mucosas e estão cercadas por pequenos vasos sanguíneos, ao contrário das externas. A menor pressão ali pode desencadear o sangramento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Quando há o esforço evacuatório, em casos de constipação, aumenta a pressão exercida nas veias dilatadas da hemorroida. O tecido ali é poroso, então, o sangue passa como se fosse por uma peneira, bem líquido", observa Alexandre Fonoff.

O ponto é que a presença de sangue nas fezes ou no papel também serve de alerta para doenças mais graves, que exigem um diagnóstico precoce, como o câncer colorretal. Mesmo que os sintomas pareçam leves, quase que imperceptíveis, procure um médico e informe-se sobre a doença em questão.