PUBLICIDADE

Anvisa proíbe venda de dois medicamentos para glaucoma

Remédio e colírio, de diferentes fabricantes, não estavam de acordo com os padrões do órgão regulador

Em resolução publicada nesta quinta-feira (20) no Diário Oficial da União, a Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária proibiu dois medicamentos para o glaucoma. Fabricado por uma empresa desconhecida, que não consta no cadastro do órgão, o remédio em cápsulas Glucosamina Condroitina teve a proibição de sua fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e uso em todo o território nacional.

Também foi proibida a fabricação do colírio Xalacom 50mcg/mL + 5mg/mL (Latanoprosta + Maleato de timolol), da empresa Pfizer, indicado para a redução da pressão intraocular de pacientes com glaucoma. O motivo foi a implementação da inclusão de um novo acondicionamento para a solução oftálmica, que ainda não foi aprovado pela Agência.