PUBLICIDADE

Atrofia muscular: o que é, tipos, causas e tratamento

Visão Geral

O que é Atrofia muscular?

A atrofia muscular é a perda de tecido muscular - o que resulta em diminuição de massa e de força. Existem vários tipos de atrofia muscular e suas causas estão relacionadas a lesões, falta de uso da musculatura, entre outros fatores.

Sintomas de Atrofia muscular

Os sintomas da atrofia muscular são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

“Dificuldade para se levantar de uma cadeira é um teste bastante importante, principalmente em idosos, subir e descer escada. Em casos mais graves, observamos a dificuldade para engolir, para se alimentar e para respirar - uma vez que uma parte da respiração se faz pelo diafragma, que é um músculo de contração voluntária”, diz o ortopedista Fabiano Nunes.

Tipos

Existem três tipos de atrofia muscular.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causas

A atrofia muscular tem causas variadas. No caso da atrofia por desuso, a falta de estímulos à musculatura e de trabalho com o corpo leva ao quadro. Nesse sentido, pessoas que trabalham sentadas, condições médicas que limitam os movimentos ou que reduzem o nível de atividades físicas são condições que levam à atrofia muscular. É o que acontece, também, com astronautas que estão longe da gravidade da Terra, que podem desenvolver diminuição do tônus muscular depois de apenas alguns dias de ausência de peso.

Outras causas de atrofia muscular são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Entre em contato com o médico se você acredita que teve uma atrofia muscular com base nos sintomas acima ou está incapaz de se mover normalmente. O ideal é procurar essa ajuda o quanto antes, uma vez que quanto mais perda de massa magra, mais difícil é o tratamento médico.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar uma atrofia muscular são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O médico também pode fazer um exame físico. Ele irá medir seus braços e pernas e tentar determinar quais nervos foram afetados.

Exames

Os exames que podem ser pedidos para diagnóstico e acompanhamento de atrofia muscular são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Cuidados

O tratamento da atrofia muscular irá depender do diagnóstico, da gravidade da perda de massa muscular e da causa que leva à perda de massa magra - um caso de atrofia por esclerose, por exemplo, recebe um tratamento para atrofia por desnutrição. Os tratamentos comuns para a atrofia muscular incluem:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os exercícios podem ser feitos na água caso a pessoa tenha dificuldades para se mover. Os fisioterapeutas podem ensinar as maneiras corretas para realizar o exercício. Um fisioterapeuta pode mover os braços e pernas do paciente caso ele tenha problemas em mexê-los por causa de uma condição médica.

A terapia de ultrassom é um procedimento não-invasivo que usa ondas sonoras para ajudar na cicatrização.

A cirurgia pode ser necessária se seus tendões, ligamentos, pele ou músculos estão muito apertados e o impedem de se mover. Esta condição é chamada deformidade por contratura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A cirurgia pode ser capaz de corrigi-lo se a atrofia muscular é devido à desnutrição. O médico irá aconselhá-lo sobre nutrição adequada e sugerir suplementos alimentares adequados, se ele ou ela acredita que eles são necessários para você.

Prevenção

Prevenção

Praticar atividades físicas pode contribuir para a prevenção da atrofia muscular. Além disso, ter atenção com a alimentação (principalmente na ingestão de proteínas) e nos sinais do corpo em relação a doenças que podem estar tendo a atrofia como sintoma.

Convivendo/ Prognóstico

O ideal é que a atrofia muscular não se desenvolva a ponto de comprometer o dia a dia do paciente. Porém, uma vez que a atrofia muscular se torna uma realidade, é possível conviver com ela com o auxílio de algumas ferramentas de apoio:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

Departamento de Saúde dos Estados Unidos

Fabiano Nunes, ortopedista - CRM 91.204