PUBLICIDADE

Tuberculose: o que é, sintomas e tem cura?

Visão Geral

O que é Tuberculose?

A tuberculose (CID 10 - A15) é uma doença infectocontagiosa causada por uma micobactéria que pode atingir diferentes órgãos, como pulmão, pleura, ossos, sistema nervoso, linfonodos, intestinos e o sistema genitourinário. A tuberculose acompanha o ser humano desde a pré-história e é muito presente no Brasil, se dividindo em diferentes tipos.

O que é tuberculose?

Tipos

Tipos de tuberculose

Embora o único meio de transmissão da doença seja por vias aéreas, a bactéria pode entrar na corrente sanguínea e infectar outros órgãos, mesmo sem se manifestar. O sistema imunológico de cada paciente pode responder de forma diferente à contaminação.

A tuberculose extrapulmonar, por exemplo, atinge com mais frequência pessoas com imunidade baixa, como recém-nascidos, pacientes com IST e pessoas com imunodeficiência.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira os tipos de tuberculose mais comuns:

Tuberculose pulmonar: a tuberculose pulmonar afeta os pulmões e é sua forma mais comum. O bacilo se instala no pulmão e causa sintomas como tosse seca, com sangue ou sem, dor e dificuldade de respirar

Tuberculose ganglionar: a tuberculose ganglionar acontece quando a bactéria se instala nos gânglios, área que concentra células de defesa. Os sintomas se diferenciam da tuberculose pulmonar com inchaço dos gânglios, inflamação, vermelhidão e dor no local afetado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tuberculose pleural: neste caso, o bacilo afeta a pleura, membrana que reveste os pulmões. Entre os sintomas mais comuns estão febre, astenia (perda ou diminuição da força física), emagrecimento, tosse e dor torácica. A tuberculose pleural é uma das principais causas do derrame pleural.

Tuberculose óssea: o bacilo da tuberculose também pode afetar ossos, sendo os mais frequentes vértebras, metáfises dos ossos longos e grandes articulações (como quadril, joelho e tornozelo). Febre, emagrecimento, fraqueza muscular, dor óssea, limitação dos movimentos e atrofia estão entre os sintomas.

Tuberculose miliar: também conhecida como tuberculose cutânea, esta doença se manifesta na pele de diversas formas: úlceras, abcessos, nódulos e hiperqueratose (engrossamento da camada externa da pele).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saiba mais: Tuberculose extrapulmonar é comum e tem tratamento

Causas

A tuberculose sempre é causada pela infecção da micobactéria chamada Mycobacterium tuberculosis ou Bacilo de Koch (BK).

Transmissão da tuberculose

A tuberculose é contagiosa e a transmissão é direta, de pessoa a pessoa, portanto, a aglomeração de pessoas é o principal fator de transmissão. A pessoa com tuberculose expele, ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que contêm o agente infeccioso, que é aspirado por outra pessoa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A presença de desnutrição, diabetes, tabagismo, uso de drogas e queda da imunidade são fatores de risco para que a micobactéria se multiplique e desenvolva a infecção.

Especialista explica: o que pode causar recaídas da tuberculose?

Infectologista esclarece: pneumonia pode evoluir para tuberculose?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de Tuberculose

Os sintomas são variáveis, dependendo da imunidade de cada pessoa. Alguns pacientes não exibem nenhum indício da tuberculose enquanto outros apresentam sintomas exuberantes. Os sinais e sintomas mais frequentes são:

Os casos graves de tuberculose apresentam:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Tuberculose

O tratamento da tuberculose é baseado no uso de antibióticos. O tempo é variável, durando no mínimo seis meses, com a ingestão de comprimidos diariamente. Não pode haver abandono nem desistência do tratamento antes do término, devido ao alto risco de resistência bacteriana. O uso de medicamentos inalatórios e ajuste da alimentação são complementos importantes para a melhora da qualidade de vida nesse período.

Além disso, deve haver pesquisa da infecção nos familiares e pessoas que convivem com quem desenvolveu a doença. Pode ser necessário, também, um tratamento específico para se evitar o desenvolvimento e propagação da doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tuberculose tem cura?

A tuberculose, mesmo quando adequadamente tratada, pode retornar caso ocorra queda na imunidade em algum momento da vida.

Tuberculose e coronavírus

Luis Gustavo Silva e Santos, médico infectologista, explica que a tuberculose pode causar uma série de complicações no organismo, que variam de acordo com o tipo da doença. As mais comuns são as "cavitações" pulmonares, que podem provocar falta de ar ao longo do tempo.

“É muito cedo para dizer que pacientes que contraíram o novo coronavírus aumentam suas chances de desenvolver tuberculose. Porém, o que sabemos, é que qualquer condição que provoca lesões pulmonares pode agravar o quadro de outra que também se instala no pulmão”, comenta o médico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Medicamentos para Tuberculose

Os remédios mais para o tratamento de tuberculose são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Prevenção

Prevenção

Para prevenir a tuberculose é necessário imunizar as crianças com a vacina BCG. Crianças soropositivas ou recém-nascidas que apresentam sinais ou sintomas de Aids não devem receber a vacina. A prevenção da tuberculose inclui evitar aglomerações, especialmente em ambientes fechados, e não utilizar objetos de pessoas contaminadas.

Saiba mais: conheça os fatores de risco para contrair a tuberculose

Diagnóstico de Tuberculose

O infectologista Luis Santos explica que o método de diagnóstico da tuberculose pode variar de acordo com os sintomas do paciente. Se for um caso de tuberculose ativa, existem os testes de BAAR (mais antigos e mais disponíveis nos serviços de saúde no Brasil), o teste rápido molecular para tuberculose e o exame de cultura de escarro.

“Todos os três têm uma eficácia satisfatória. Porém, se for um quadro de tuberculose latente (em que o indivíduo já teve contato com o bacilo, porém não desenvolveu a doença), nos casos em que há indicação de tratamento, a triagem é feita pelo método de PPD”, conta o médico.

No caso da tuberculose latente, o PPD é solicitado quando há uma condição que possa desencadear o surgimento da doença em sua forma ativa, como o tratamento com medicações imunossupressoras e casos de neoplasia.

Sociedade Brasileira de Infectologia

Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Associação Nacional de Tuberculose e Doenças Respiratórias

Referências

Ministério da Saúde

Capone D, Mogami R, Lopes AJ, Tessarollo B, Cunha DL, Capone RB, et al. Tuberculose extrapulmonar. Brazilian Journal of Health and Biomedical Sciences. 2006;5(2):54-67

Luis Gustavo Silva e Santos, médico infectologista e consultor da plataforma EuSaúde/ Grupo RCS, CRMMG: 54.248